ELEIÇÕES 2020 | Grupo de Bruno Lamas fecha com Sérgio Vidigal na Serra

today21 de novembro de 2020
remove_red_eye138

Atendendo ao pedido do governador Renato Casagrande (PSB), a coligação Mudança com Segurança, formada por PSB, PV, DEM e Avante, que lançou o deputado estadual Bruno Lamas (PSB) à Prefeitura da Serra, decidiu apoiar o deputado federal Sérgio Vidigal (PDT) no segundo turno da eleição serrana.

A decisão foi tomada na manhã de hoje (dia 21/11), após encontro que reuniu os dirigentes das legendas, no Singo’s Club, em Jardim Limoeiro.

Apesar disso, Bruno afirmou que se manterá neutro na disputa entre o pedetista e o candidato da Rede, o vereador Fábio Duarte, que é apoiado pelo atual prefeito Audifax Barcelos (Rede).

Durante o primeiro turno, o deputado do PSB, que ficou em quinto lugar, com 10.899 votos, defendeu a renovação, com o fim da alternância entre Vidigal e Audifax no poder. Segundo ele, essa posição era mais coerente.

Comissão
Uma comissão com 10 membros, formada por representantes do PSB, PV, DEM e Avante, vai se reunir com Vidigal e definir os termos do apoio e como ele se dará na reta final da campanha do pedetista. Coube ao vereador reeleito Wellington Alemão (DEM) organizar a reunião.

Ao longo do encontro Bruno foi procurado pelos candidatos, mas manteve a neutralidade após a militância dos partidos se manifestar majoritariamente contra uma aproximação com redista.

“Diante do pedido do governador do Estado, como líder deste grupo, quero pedir que vocês votem no candidato do 12, Sérgio Vidigal. Assim, estou atendendo a um pedido da Executiva regional do PSB. Eu, porém, me mantenho neutro. Se o diálogo da comissão com o candidato for respeitoso, posso rever a posição”, admitiu Bruno.

A chapa encabeçada por ele obteve 24.600 votos para vereador, mais quase 11 mil para prefeito. Esse legado pode ser transferido para Vidigal. Entretanto, para Bruno, se engana quem acha que a eleição está ganha.

“A Serra tem quase 600 mil habitantes e um orçamento de R$ 1,8 bi para ser administrado. Não vai ser assim na calmaria”, projetou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*