Deputado quer memorial em homenagem às vítimas de Covid

today15 de janeiro de 2021
remove_red_eye141

O Estado já contabiliza um total de 5.450 mortes provocadas pelo novo coronavírus e 271.041 pessoas infectadas, de acordo com a atualização do Painel Covid de ontem (14/01). Para o deputado estadual Bruno Lamas (PSB), a tragédia sanitária que já tirou a vida de mais de 207 mil brasileiros em todo o País não pode passar em branco.

Por isso, o parlamentar fez uma indicação ao governo do Estado requerendo a criação e gestão do “Memorial em Homenagem às Vítimas de Covid-19”, que ele propõe que seja construído na Serra, tendo em vista que o município instalou no Hospital Jayme dos Santos Neves um centro de referência no combate ao coronavírus reconhecido em todo o País.

De acordo com a proposta, o espaço público seria usado por familiares e amigos das vítimas da doença, para homenagear e prestar luto aos seus entes queridos, e, também, garantiria lugar de destaque para reverência aos profissionais de saúde que também foram vítimas da Covid-19.

O memorial deverá conter, dentre outras informações, o nome completo, data de nascimento e óbito e fotografias das vítimas.

“Que possamos aprender e refletir, bem como guardar para sempre na memória aqueles entes queridos que foram perdidos durante a pandemia. É inegável o interesse público no presente projeto, motivo pelo qual submeto a esta Casa para aprovação”, justificou o deputado.

Para Bruno, a construção de um memorial em homenagem às vítimas da pandemia é medida salutar e, sobretudo, de teor histórico. Segundo ele, “a garantia de lembrança e memória daqueles que perderam suas vidas constitui ato maior de manifestação do agir democrático e cidadão”.

“O desenvolvimento e avanço de técnicas de combate a endemias e o esforço mundial pela vacinação foram alcançados a duras penas, dentre as quais, as vidas de milhões de pessoas ao redor do mundo”, frisou.

A indicação ainda será votada pelos deputados, na volta do recesso parlamentar. Caso seja aprovada, terá de passar pela avaliação do governador Renato Casagrande (PSB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*