Executivo busca soluções para concluir a obra do matadouro de Itapemirim

today11 de agosto de 2015
remove_red_eye371

Servidores da Secretaria Municipal de Projetos Especiais e Desenvolvimento Estratégico se reuniram com representantes do estado para discutirem soluções para a finalização da obra do matadouro municipal, localizado no distrito de Piabanha. A reunião foi realizada na Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), em Vitória, na última semana.

Foi definido que, dia 20 de agosto, toda a equipe da Seag, juntamente com servidores das secretarias de Meio Ambiente, Projetos Especiais e Desenvolvimento Estratégico e de Obras e Urbanismo, vão se reunir no matadouro com o objetivo de verificar todas as pendências e buscar soluções para a retomada da obra. Só depois de avaliar o que precisa ser adequado é que será elaborado um plano de ação para fazer com que o matadouro finalmente seja concluído e comece a operar.https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

Com a demora da conclusão das obras, produtores e açougueiros da região são obrigados a abaterem e importarem carne de municípios vizinhos, aumentando os custos e consequentemente os preços para os consumidores. “Buscaremos uma forma de, através de concessão, iniciar os trabalhos o mais rápido possível, pois a população não aguenta mais esperar. Tudo será documentado dia 20, inclusive em relação às questões ambientais. Esperamos já sair com o plano de trabalho previamente definido para a retomada do serviço”, explica o secretário municipal de Projetos Especiais e Desenvolvimento Estratégico, Rodrigo Bolelli.

“Essa obra precisa ser finalizada, pois ela foi iniciada em 2007 e paralisada em 2012. Não estamos procurando culpados e sim buscando soluções. O Estado está empenhado em resolver esse problema, então não vamos mais perder tempo. Dia 20 vai ser definido o que será de responsabilidade de cada um e vamos concluir essa obra”, diz a prefeita em exercício, Viviane Peçanha.

Por Daniela Viana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*