Pintura ajuda professora durante luta contra o câncer de mama

today14 de outubro de 2014
remove_red_eye326

A arte, expressada com tintas, telas e pinceis, se transformou na principal ferramenta da professora de arte Eucymara Guimarães para combater um câncer de mama, descoberto aos 39 anos.

pintora com câncer

Com a pintura, Eucymara expressou os sentimentos que surgiram durante o tratamento e o resultado poderá ser conferido a partir do dia 13 de outubro na clínica Medquimheo, na Enseada do Suá, em Vitória.

As 11 telas que estarão na exposição revelam os momentos de superação e lutas internas da artista durante o tratamento, ainda em andamento. Ela quer mostrar às mulheres, que o diagnóstico não é uma sentença de morte e que se for precoce é muito importante para a cura da doença. Para isso, ela explica, é necessário trabalhar a autoestima durante todo o processo.

A luta da professora contra o câncer começou em 2004 quando ela, intuitivamente, pediu ao seu ginecologista um encaminhamento para uma mamografia. “Naquela época não era comum realizar a mamografia antes dos 40 anos, mas tive uma vontade muito forte de fazer o exame. Assim que saiu o resultado meu médico viu o nódulo e me encaminhou ao mastologista para iniciar o tratamento”, contou.

Eucymara fez o tratamento durante cinco anos e, um ano e meio após o término da medicação, o câncer voltou aparecer na mesma mama. “Precisei retirar toda a mama e agora estou em processo de reconstrução. Durante essa segunda etapa do câncer foi que comecei a pintar as telas por influência dos profissionais que me tratavam. Como era professora de arte e já pintava tecidos, resolvi usar as telas e aplicar as técnicas de pintura que eu conhecia”, revelou.

Através dos nomes dados às telas, o público pode ter ideia dos sentimentos que afloraram na artista durante o tratamento. Ebulição, Cosmos, Caminho I, Caminho II, Inquietações I, Inquietações II, Inquietações III, Abraço, Assentamento e Alvorecer são os nomes de algumas artes que estarão expostas.

“Cada uma demonstra meus mais singelos sentimentos. Comecei a enxergar novas possibilidades, novos caminhos e vi que era preciso prosseguir, mesmo quando tudo parecia dar errado. Na arte demonstro a minha persistência e a força que conseguimos encontrar dentro de nós quando nos abraçamos, aceitamos nossa situação e lutamos para sair dela”, disse a artista.

De acordo com a psicóloga Priscila Rodrigues Pereira, a arte é um canal terapêutico muito eficaz para pacientes que estão em tratamento contra o câncer. “Na arte é possível expressar sentimentos que algumas pessoas não conseguem transpor verbalmente e que de alguma forma podem prejudicar o desempenho do tratamento. Por meio de atividades artesanais, como esculturas, trabalhos com argila ou poesias, dança e teatro também é possível ter resultados excelentes para a liberação do estresse”, explicou.

Serviço
Data: de 13 a 31 de outubro
Local: Medquimheo, na Enseada do Suá, em Vitória.
Informações podem ser obtidas pelo telefone (27) 3324-7777.

Por Andressa Mian
www.leiase.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*