VILA VELHA |Operação Lei Seca prende motorista por dirigir embriagado

today6 de maio de 2024
remove_red_eye213

“Eu tomei só uma cervejinha hoje mais cedo”, “acabei de usar enxaguante bucal”, “mas me disseram que em 8 horas o álcool seria eliminado do meu sangue”. Essas são desculpas comuns de quem é flagrado fazendo a mistura de bebida e direção. No entanto, não são as únicas, há ainda aqueles que se recusam a fazer o teste do bafômetro sob a desculpa de “não sou obrigado a produzir provas contra mim”. Pois, bem, com desculpa ou sem desculpa, 303 condutores foram abordados na noite do último sábado (04), em Vila Velha, durante uma operação da Lei Seca.  

A ação, que faz parte das atividades do movimento Maio Amarelo, aconteceu simultaneamente em diversas cidades do País e no Espírito Santo, que também marcou a abertura de um calendário de fiscalizações integradas que vão abarcar as cinco regiões atendidas pelo Programa Estado Presente em Defesa da Vida. 

A operação, cujo objetivo é reduzir o número de sinistros (acidentes) e crimes de trânsito, foi realizada em dois pontos, sob a coordenação do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES), e contou com a participação de agentes das forças de segurança, como Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), por meio do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran); Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio dos policiais da Delegacia de Delitos de Trânsito (DDT) e dos agentes da Guarda Municipal de Vila Velha (GMVV). O efetivo total da operação foi de 27 agentes. 

Durante as abordagens, foram realizados os procedimentos da Lei Seca, que consistiu em oferecer ao condutor o bafômetro passivo, capaz de detectar a presença de álcool no interior do veículo sem que sequer seja preciso assoprar. Em caso positivo, o motorista foi convidado a soprar o bafômetro ativo, que consegue calcular a quantidade de álcool no organismo, e, a partir dessas ações, possibilitar as autuações devidas. 

Além do foco na mistura de bebida e direção, também foram feitas verificações nos documentos do veículo e repressão a condutas proibidas pela legislação de trânsito e, inclusive, criminosas. Ao todo, foram realizados 252 testes de alcoolemia (bafômetro) e 50 condutores se recusaram a ser submetidos ao teste. Entre as 19 horas do último sábado (04) e 1 hora de domingo (05), 303 veículos foram abordados com a confecção de 106 autos de infração, o que gerou a remoção de quatro veículos irregulares. 

Durante a operação Lei Seca, um condutor foi preso em flagrante pelo crime do artigo 306, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que é conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool. O motorista não pagou a fiança e foi encaminhado ao presídio, onde vai permanecer à disposição da Justiça. 

O diretor geral do Detran|ES, Givaldo Vieira, ressaltou que os órgãos públicos têm a missão de fiscalizar as vias, com o objetivo de preservar vidas e tirar de circulação os motoristas e motociclistas que insistem em conduzir veículos após a ingestão de álcool, uma vez que, estatisticamente, é o motivo causador da maior parte dos sinistros de trânsito. 

“Quando o cidadão se depara com uma fiscalização de trânsito nas ruas, ele tem a certeza de que o Estado está presente e atuante. É importante ainda destacar que a fiscalização completa o papel pedagógico que já fazemos com a educação de trânsito e com as campanhas publicitárias”, disse Givaldo Vieira, descando ainda o papel estratégico da blitz integrada no Espírito Santo. 

“O Detran|ES tem fortalecido a fiscalização de trânsito de forma estratégica e unindo forças no Estado. Atualmente, dispomos de um setor específico para isso, agentes próprios e tecnologia. Nós coordenamos, na gestão do governador Renato Casagrande, a maior ferramenta tecnológica para combate à criminalidade em âmbito nacional, que é o Cerco Inteligente, que tem sido utilizado também para trabalhar a fiscalização com inteligência aplicada, portanto, com uma maior assertividade. Toda essa tecnologia é utilizada também pelas demais forças de segurança”, contou. 

O comandante do BPTran, tenente-coronel Leonardo Nunes Barreto, elogiou a ação e destacou a importância da integração entre as agências fiscalizadoras, a Delegacia de Delitos de Trânsito e a maior autoridade executiva de trânsito no Estado, o Detran|ES. De acordo com o oficial, é uma união que tem rendido resultados positivos para a sociedade capixaba. 

“A ação conjunta deste sábado (04) foi a primeira alusiva ao Maio Amarelo 2024, mas muitas outras continuarão a acontecer por todo o ano. É um mês dedicado ao despertar de consciências para um comportamento seguro no trânsito, pois ações dessa natureza são fundamentais e perenes. Unimos a expertise do BPTran às demais agências, contando com o suporte técnico do Detran|ES e a celeridade nas providências criminais adotadas pela Delegacia de Delitos de Trânsito. É uma sinergia que abarca desde o aspecto de orientação ao da repressão qualificada. É a aplicação prática do lema proposto este ano no Maio Amarelo: ‘Paz no trânsito começa por você’. Fazemos parte desse processo e nos orgulhamos disso”, disse o comandante Barreto. 

O gerente de Fiscalização de Trânsito do Detran|ES, Jederson Lobato, responsável pela coordenação da operação Lei Seca do último sábado (04), corrobora com o comandante Leonardo Nunes Barreto. 

“Essa ação que marca o início das fiscalizações do Maio Amarelo mostra a importância da integração das forças de Segurança em defesa da vida. Somente nesta operação, foram dezenas de condutores, que possivelmente estavam alcoolizados já que recusaram o teste, retirados das vias públicas. A população pode perceber por meio dessa ação que estamos engajados pela paz no trânsito. Mas o que é mais importante é que o primeiro passo deve ser nosso. São comportamentos individuais que nos levarão a um trânsito mais seguro para todos”, acrescentou Jederson Lobato. 

O inspetor estratégico de Trânsito da Guarda Municipal de Vila Velha (GMVV), Abner Nunes, ressaltou a importância das ações integradas para o município. “Durante o Maio Amarelo, as ações de fiscalização e combate a sinistros de trânsito são intensificadas e ganham mais força, graças à atuação conjunta dos órgãos públicos. Para Vila Velha, é muito bom contar com essas parcerias na promoção de um tráfego mais seguro e responsável”, pontuou.  

O titular da Delegacia de Delitos de Trânsito, delegado Maurício Gonçalves, foi enfático na análise sobre o risco que é conduzir um veículo sob a influência de álcool e reafirmou a importância da operação integrada para retirar de circulação condutores que estão expondo a população ao risco de perder a vida.  

“Unimos forças mais uma vez para repreender quem insiste em dirigir alcoolizado. Pois esse cidadão pode estar cometendo não só uma infração, o que já é muita coisa, mas pode estar cometendo um crime de trânsito, cuja pena varia de seis meses a três anos de detenção, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor”, salientou o delegado Maurício Gonçalves.  

Ele destacou também que essas ações colaboram para diminuir o número de veículos que não deveriam estar circulando e que, muitas vezes, inclusive, podem estar sendo utilizados para o cometimento de crimes.   

Abaixo os dados completos da Operação Lei Seca do sábado (04):   
– Veículos abordados: 303 

– Testes de alcoolemia (bafômetro): 252 

– Recusa ao teste de alcoolemia: 50 

– Embriaguez: 01 

– Autos de infração confeccionados: 106 

– Veículos removidos: 04 

Principais autuações: 
– Licenciamento em atraso: 08 

– Recusa ao teste de alcoolemia (bafômetro): 50 

– Condutores sem Habilitação: 04 

– Permitir ou entregar veículo a pessoa não habilitada: 04 

– Condutores com CNH vencida: 03  

– Desobedecer a ordem do agente de trânsito: 02 

– Motociclistas pilotando com viseira levantada: 02 

– Dirigir o veículo com chinelo/calçado que não se firme no pé: 02 

– Condutores sem cinto de segurança: 01 

– Veículos em mau estado de conservação: 01 

– Dirigir o veículo manuseando o celular: 01 

– Transpor bloqueio viária policial: 01  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*