Deputado encontra rastro de destruição em Alegre e se comove com situação de famílias

today18 de fevereiro de 2022
remove_red_eye425

Único parlamentar estadual a ir ao município logo após o temporal da última quarta (16), Bruno Lamas ficou surpreso com o cenário de guerra que encontrou, com postes e árvores caídos, estradas destruídas, comunidades isoladas, deslizamento de terra e encostas invadindo casas e levando um “rio de lama” para dentro das residências.

Único dos 30 deputados estaduais a ir ao município de Alegre, no Caparaó, o mais atingido pelas fortes chuvas que caem sob o Espírito Santo, o parlamentar Bruno Lamas (PSB) encontrou ontem (17) um rastro de destruição nos bairros em que percorreu a pé ou em cima de uma caminhonete.

O cenário encontrado foi de postes e árvores caídos, estradas destruídas, comunidades isoladas, deslizamento de terra e encostas invadindo casas e levando um “rio de lama” para dentro das residências dos moradores de bairros como: Prainha, Cobrinha, Centro e Guararema.

Na cidade, 392 pessoas estão fora de suas casas e uma morreu, o engenheiro agrônomo e presidente do Rotary Clube, José Luiz Albani, que estava na varanda de sua casa, quando um muro do campus da Ufes na cidade desabou e o matou.

A vereadora Taiza Garcia e o prefeito de Alegre, Nirrô Emerick, convidaram o deputado para ir ao município às pressas para ver de perto a tragédia, motivada pelo temporal que caiu na cidade na tarde de quarta-feira (16), e Bruno partiu de carro na madrugada de ontem (17). Lá, ele aguardou a chegada de uma comitiva do governador Renato Casagrande, que sobrevoou Alegre de helicóptero e, em seguida, circulou pelas ruas e ouviu os moradores.

“Estive no município de Alegre com o governador Renato Casagrande, sua comitiva e o prefeito Nirrô, levando solidariedade, atenção e apoio aos nossos irmãos alegrenses, que foram duramente atingidos pelas fortes chuvas. Ao lado da minha amiga, a vereadora Taiza Garcia, circulei pelas ruas e conversei com os moradores para conhecer as suas histórias e necessidades. Também acompanhei de perto o trabalho de limpeza”, contou Bruno.

Bruno visita os bairros atingidos ao lado do governador Casagrande: cenário de guerra após temporal.

O parlamentar declarou que ficou comovido com a situação de algumas famílias, como foi o caso da dona de casa Daise Silva Xavier, do bairro Prainha, que, com lágrimas nos olhos, revelou que só tinha restado a roupa no corpo.

“Eu me arrisquei. Tentei salvar o que tinha na minha casa. Mas meu sogro me disse: ‘Você não vai entrar lá porque não sabe nadar’. Então, tive de esperar a água baixar para entrar, mas praticamente eu perdi tudo! O rio passou dentro da minha casa”, revelou a moradora ao deputado e ao comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Alexandre Cerqueira, que tentaram tranquilizar a dona de casa.

O padeiro Joel da Silva Lima lembrou os momentos de pânico que passou em meio ao temporal. “Eu trabalho na Rua 7. Lá na padaria, a água bateu no meu umbigo”, disse.

MEDIDAS
O governador anunciou medidas emergenciais de apoio, entre elas: a entrega de cestas básicas, kits de higiene e colchões. Inclusive, o governo e outras prefeituras também estão cedendo máquinas para limpeza das vias urbanas.

Casagrande declarou ainda que irá solicitar ao governo federal a liberação de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pessoas atingidas. Também vai permitir o parcelamento e a não cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para os empreendedores que tiveram estoques atingidos.

“Outra importante medida é a possibilidade do uso do Cartão Reconstrução, iniciado quando estive à frente da pasta da Assistência Social, para atender a famílias que perderam bens em decorrência de tragédias. Estou solidário e atento aos novos desafios do município. É hora da solidariedade de todos para reconstruirmos a cidade”, defendeu Bruno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*