Homicídios em Cariacica têm redução de 73,33% em janeiro de 2024

today5 de fevereiro de 2024
remove_red_eye291

O ano de 2024 começou com uma queda de 73,33% no número de homicídios em Cariacica. Os dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (SESP) revelam que, de 1º a 31 de janeiro deste ano, quatro assassinatos foram registrados na cidade, contra 15 contabilizados no mesmo período de 2023. O número é o menor registrado na cidade nos últimos 28 anos e o menor da série histórica.

“Esses números refletem os esforços realizados para tornar a cidade cada vez mais segura. Dentre os esforços, destaca-se o fortalecimento da Guarda Municipal, por meio da realização de um novo concurso, visando ampliar o efetivo e a capacidade de resposta às demandas de segurança pública, a revitalização de espaços públicos, a modernização do sistema de iluminação pública, contribuindo para a ampliação da sensação de segurança nas ruas, entre outros investimentos”, explicou o prefeito Euclério Sampaio.

Ano após ano, Cariacica vem reduzindo os números de assassinatos. Em 2023, a cidade fechou o ano com 114 homicídios. O acumulado foi o menor desde que o levantamento começou a ser contabilizado pela Sesp, em 1996.

“Observamos com satisfação a redução dos homicídios em Cariacica. Isso mostra nosso compromisso com a segurança em nossa cidade. Mesmo com essas significativas reduções, nosso foco segue em garantir um ambiente seguro para todos os cidadãos”, destaca o secretário de Defesa Social de Cariacica, Cláudio Victor.

Feminicídios
Ainda segundo os dados da Sesp, além da redução dos homicídios em janeiro deste ano e o menor número de assassinatos em 2023, Cariacica também apresentou redução no número de feminicídios (homicídios de mulheres em razão de gênero). No último ano, nenhum caso de feminicídio foi registrado na cidade. Neste período, Cariacica foi a única cidade da região Metropolitana a não registrar esse tipo de crime.

Cariacica também apresentou redução no número de homicídios contra as mulheres, por outras razões não tipificadas como feminicídio. Em 2023, foram cinco casos, contra sete ocorrências no ano anterior.

foto Claudio Postay

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*