Anchieta terá dia D de programação de combate à Dengue

today4 de novembro de 2014
remove_red_eye356

A Prefeitura de Anchieta, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e através da Gerência Vigilância em Saúde e Vigilância Ambiental em Saúde, executa, durante todo o ano, iniciativas de conscientização, orientação e combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue. Em 2014 inúmeras ações foram realizadas como caminhadas, mutirões de limpeza e distribuição de material informativo.

Para o mês de novembro as atividades do Dia D de combate à dengue não estarão concentradas em um único dia. Entre os dias 19 e 21 as equipes da Secretaria de Saúde e respectivas vigilâncias levarão uma programação variada visando a orientação e prevenção de novos focos do mosquito transmissor.

No dia 19 o pátio do Centro de Especialidades Unificadas (CEU) será palco de uma peça teatral produzida e encenada por servidores e que abordará os riscos da proliferação do mosquito, bem como formas de combatê-lo.

No dia 20 haverá panfletagem fixação de cartazes e sonorização volante, alertando a população sobre a importância de manter as áreas urbanas livres de possíveis focos do mosquito.

No dia 21, às 8 horas, haverá uma caminhada saindo do CEU até o Centro Cultural. Na chegada, haverá uma apresentação de dança voltada para a prevenção e cuidados com a proliferação do mosquito.

A Dengue
Dengue é uma doença infecciosa causada pelo mosquito Aedes Aegypti. Os sintomas incluem febre, dor de cabeça, dores musculares e articulares e uma erupção cutânea característica que é semelhante à causada pelo sarampo. Em uma pequena proporção de casos, a doença pode evoluir para a dengue hemorrágica com risco de vida, resultando em sangramento, baixos níveis de plaquetas sanguíneas, extravasamento de plasma no sangue ou até diminuição da pressão arterial a níveis perigosamente baixos.

Como não há vacina disponível no mercado, a melhor forma de evitar a epidemia é a prevenção, através da redução ou destruição do habitat e da população de mosquitos transmissores e da limitação da exposição a picadas.

O método principal para controlar o A. Aegypti é eliminando seus habitat. Isto é feito esvaziando recipientes de água, ou por adição de inseticidas ou agentes de controle biológico a estas áreas. Reduzir o acúmulo de água através da modificação ambiental é o método preferido de controle, dadas as preocupações do efeito negativo sobre a saúde que o uso de inseticidas causa e também dificuldades logísticas com os agentes de controle.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*