Após atendimento do Sebrae, aposentada fatura com artesanato culinário

today11 de dezembro de 2014
remove_red_eye133

A confeitaria fica em Anchieta, sul do Espírito Santo, mas a empresária
recebe pedidos de diversas partes do Estado

 

Gilda Sutil Ribeiro, aposentada de 57 anos, é apaixonada por decoração em alimento e visou uma maneira de lucrar fazendo aquilo que gosta. Há dois anos resolver abrir seu próprio negócio e procurou o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Espírito Santo (Sebrae ES). Com seus dotes culinários e artísticos, Gilda tem conquistado clientes com suas decorações em bolos e doces diversos.

Para se formalizar como Microempreendedora Individual e abrir a confeitaria Cook Delicious, Gilda Ribeiro procurou a unidade do Sebrae em Anchieta, sul do Estado, onde recebeu diversas dicas para iniciar seu negócio.

A confeitaria fica em Justiça II, distrito de Anchieta, mas a empresária recebe encomendas de diversos lugares, pois adaptou uma maneira prática e eficaz de estabelecer contato com clientes: as redes sociais. Instagram, Whatsapp, Hangouts, Facebook e página na web são os artifícios utilizados para receber encomendas.

“Cheguei até a receber uma encomenda de Brasília. A maioria dos pedidos é feita pela internet, poucos utilizam o telefone. As redes sociais me ajudam a divulgar meu negócio e atingir um público maior”, explicou a empresária.

Sucesso
Para Gilda Ribeiro o sucesso de sua empresa é a inovação. “Além de utilizar as redes sociais, que estão no auge, eu capricho não só no sabor, mas também na decoração do alimento. Primeiro o cliente come com os olhos, ele olha e procura achar bonito e quando é bem feito ele pensa: ‘hum, isso deve estar gostoso’. Aí vem a vontade de experimentar e o meu objetivo é fazer artesanato com a comida, fazer diferente”, afirmou.

Outro fator decisivo apontado pela empresária é conquistar a confiança do cliente. O que ela julga ter sido a dificuldade inicial ao abrir o negócio, pois trabalha com 50% do dinheiro fornecido antecipadamente pelo cliente.

“Ninguém aceita entregar dinheiro na mão de uma pessoa desconhecida, eles não sabem se terão retorno, por isso é essencial que você consiga a credibilidade, e isso fui conquistando aos poucos. Os clientes também me indicam para outros”, garantiu.

Visita
No início deste mês Gilda recebeu a visita do projeto Sebrae Total, que visa levar atendimento a todos os estabelecimentos localizados em regiões mais afastadas dos centros urbanos, e recebeu diversas orientações para melhoria de seu negócio.

“A consultora me falou para colocar uma identificação do meu negócio do lado de fora para melhorar a identidade visual e também me orientou sobre meu fluxo de caixa. Vou buscar fazer as melhorias para que meu negócio continue dando certo”, afirmou a empresária.

Bolos decorados, bolos de corte, bombons, docinhos, cupcakes e kit festa são alguns dos produtos preparados por Gilda Ribeiro e feitos artisticamente de acordo com o tema solicitado pelo cliente. A empresária visa montar futuramente uma doceria e pretende contar com o apoio do Sebrae ES para isso.

Gilda afirma que a instituição é crucial para quem necessita de apoio na hora de abrir seu próprio negócio. “O Sebrae é a base pra quem está começando. Já dei aulas de culinária em minha residência e sempre pautei para quem deseja abrir um negócio que o primeiro passo era procurar o Sebrae. Pensou em começar? Quer esclarecer suas ideias? Procura o Sebrae!”, concluiu a empresária.

Por Sebrae/ES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*