Governador do ES quer consolidar políticas públicas sobre uso e produção de água

today2 de fevereiro de 2015
remove_red_eye218

Na manhã desta segunda-feira (02), o governador Paulo Hartung anunciou que o Governo do Estado vai tratar a produção e uso da água como agenda permanente do poder executivo estadual. O anúncio foi feito durante encontro realizado com representantes das centrais sindicais no Palácio Anchieta, em Vitória.

O objetivo desta medida é avançar na preservação de nascentes, no consumo consciente de água, além de incentivar a inovação e uso da tecnologia para a agricultura e a indústria.

A estiagem, que dura aproximadamente 50 dias, levou o Governo a declarar a existência de “cenário de alerta”. Especialistas consideram que o Espírito Santo enfrenta a pior seca dos últimos 40 anos.

“Apesar da previsão de chuvas para essa semana, quero deixar claro que vamos manter em nossa pauta permanente as políticas públicas sobre uso e produção da água. É um tema que deve ser debatido com extrema profundidade junto à sociedade e, neste sentido, estamos promovendo encontros específicos nos municípios cortados por nossas bacias hidrográficas”, disse o governador.

“O nosso objetivo é que esse movimento dialogue com a necessidade de recuperar nossas nascentes, avance nas ações para preservação de áreas verdes e sensibilize os setores que mais utilizam água. Queremos e temos que criar alternativas criativas, inovadoras e tecnológicas para manter a produção agrícola e industrial, reduzindo o consumo de água”, completou o governador.

Hartung ressaltou ainda a necessidade de implantar ações consistentes para o reuso de água. O governador defende o melhor aproveitamento da água de reuso produzida pela Cesan após tratar o esgoto coletado. “É uma água que não serve para o consumo humano, porém pode ser utilizada em diversos tipos de atividade como, por exemplo, a irrigação de plantas e produção industrial”, ponderou.

Já o secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, João Coser, reforçou que o Governo do Estado está agindo com transparência para conscientizar a população com a divulgação periódica dos níveis das bacias capixabas.

“Optamos pela transparência total da situação, pois acreditamos ser essa a melhor forma de educação e conscientização da população. O período é bastante delicado, porém estamos buscando alternativas e soluções para curto, médio e longo prazo”, completou Coser.

Participaram do encontro representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Nova Central Sindical de Trabalhadores, União Geral dos Trabalhadores do Espírito Santo (UGT), União Sindical dos Trabalhadores (UST), além de Força Sindical e a Intersindical da Orla Portuária do Espírito Santo (Intersindical).

Por Governo do ES 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*