Município da Serra vira cenário de filme que trata da escravidão do negro

today29 de junho de 2021
remove_red_eye547

O documentário “QUEIMADO – A luta pela liberdade, é baseado na história real dos escravos que viviam em Queimado, região da Serra, que lutaram arduamente durante mais de uma década pela sobrevivência e pela liberdade. O filme retrata a história do patrimônio cultural de São José do Queimado, mostrando a importância do bem histórico, a arquitetura da igreja, a localização, a população, o restauro, e outros aspectos.

No documentário, com aproximadamente 15 minutos, serão abordados a preservação do patrimônio histórico e da memória, a revolta dos negros escravos em busca pela liberdade, a promessa de alforria, a construção da igreja, a condenação dos negros e a terrível “Lagoa das Almas”.

Com direção do cineasta Rogério Morais, a produção conta com atores renomados como o ator Marcus Konká e Elisa Rosa, ambos já assinaram personagens em novelas da rede Globo. Mas também teremos carinha nova na dramaturgia, como é o caso do jornalista e apresentador Helton Carvalho, que estreia no cinema com o personagem Roque, um negro alforriado. A previsão do lançamento do filme será no final de agosto deste ano.

“O objetivo é recontar a história por meio do documentário e fazer chegar às escolas a história dos negros que lutam pela liberdade: A Insurreição do Queimado. O documentário será um instrumento que possibilitará aos pesquisadores, professores e historiadores manter viva a história de luta dos negros, que aconteceu na Serra em 1849”, enfatiza o diretor Rogério Morais.

Para Rogério Morais o documentário resgata a história de luta sangrenta pela liberdade, mas também leva o telespectador a refletir sobre a desigualdade social, a busca por direitos iguais, uma sociedade mais democrática, as condições que permitem a equidade racial e outros.

 por Núbia Veríssimo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*