Nova iluminação do Porto de Ubu contribuiu para aumentar desovas de tartarugas marinhas

today20 de novembro de 2014
remove_red_eye350

Um projeto de iluminação implementado pela Samarco nas áreas dos pátios de estocagem e no Porto de Ubu, em Anchieta, já está mostrando benefícios ao meio ambiente e acaba de receber reconhecimento internacional no Prêmio HSEC (sigla em inglês para Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Relações com a Comunidade), promovido pela mineradora BHP Billiton.


Foto: no centro, Sandrelly Lopes, analista de Meio Ambiente da Samarco, 
esquerda: Fiona Wild, vice-presidente de Meio Ambiente e Mudanças Climáticas da BHP Billiton e à direita: Jennifer Dawson, membro da equipe organizadora do Prêmio, pela BHP Billiton.

O novo sistema de iluminação reduziu e redirecionou os feixes de luz nas áreas dos pátios de estocagem de minério de ferro e do porto da Samarco, o que contribuiu para o aumento de 60% na ocorrência de desovas das tartarugas marinhas na Praia do Além, vizinha ao terminal portuário.

A orla passou a ter iluminação artificial zero, o que contribuiu para as desovas na região, monitoradas há 10 anos pela Fundação Pró-Tamar e pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), em um trabalho de conservação apoiado pela Samarco.

As tartarugas marinhas estão na lista das espécies brasileiras ameaçadas de extinção. Como são guiadas pelas luzes do céu refletidas no mar, a iluminação artificial pode causar desorientação em mães e filhotes. Sensibilizada com essa questão, a Samarco realiza, desde 2008, ações de fotomitigação e de controle dos níveis de luminosidade para preservar as desovas e os nascimentos dessas espécies nas praias adjacentes ao Porto de Ubu.

De acordo com o monitoramento realizado em parceria com a Fundação Pró-Tamar/ICMBio, cerca de 130 ninhos e 12 mil ovos de tartarugas foram protegidos na última temporada, entre setembro de 2013 e março de 2014. O número é considerado recorde nos registros do monitoramento da região.

Nos últimos 8 anos esse monitoramento foi realizado pela Fundação Pró-Tamar e, atualmente, conta com a atuação do Instituto de Pesquisa e Conservação Marinha, o IPCMar. O resultado está relacionado ao novo sistema de iluminação, que reduziu a emissão de luz artificial na faixa de praia. Essa é mais uma iniciativa da Samarco para conciliar suas operações com a proteção responsável do ambiente.

Ecoeficiência
A iniciativa da Samarco é considerada um projeto inovador e ecoeficiente, já que, além de favorecer a reprodução das tartarugas na costa sul capixaba, também permitiu à empresa realizar melhorias internas em suas operações. Entre elas estão ganhos na iluminação dos pátios de estocagem e das vias secundárias e a ampliação da segurança náutica para operações de atracação de navios.

Além disso, com a nova iluminação, a empresa registrou maior facilidade de manutenção das torres de refletores, que tiveram a altura reduzida. Isso permitiu também a redução do número de lâmpadas usadas e da potência delas, o que representará uma economia de R$ 240 mil por ano no consumo de energia.

Reconhecimento
O projeto que adequou a iluminação das áreas dos pátios de estocagem e Porto de Ubu em favor das tartarugas marinhas acaba de ser premiado com o grau de altamente recomendado na categoria Meio Ambiente do Prêmio HSEC (Health, Safety, Environment and Community Awards), promovido pela mineradora australiana BHP Billiton, uma das acionistas da Samarco.

O resultado foi divulgado na última terça-feira, dia 18, após a apresentação da iniciativa na Austrália. O prêmio reconhece, todos os anos, projetos desenvolvidos em empresas de vários países do mundo, nas quais a BHP Billiton tem participação acionária. A readequação da iluminação dos pátios de estocagem e porto da Samarco foi a segunda colocada, entre seis projetos finalistas na mesma categoria e recebeu troféu e o prêmio de US$ 10 mil, que será doado à Fundação Pro-Tamar , para a manutenção de projetos desenvolvidos pela ONG.

Além do destaque internacional, o projeto da Samarco foi premiado nacionalmente por duas importantes iniciativas que destacam ações com foco socioambiental: o Ranking Benchmarking Brasil 2014 e o Prêmio Green Mine de Desenvolvimento Sustentável 2014. Ao reconhecer o projeto nos cenários nacional e internacional, as premiações reforçam o compromisso da empresa com o meio ambiente e com o crescimento sustentável.

Fonte RP1 Comunicação
Foto Vitor Patiri

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*