Produção de horta cultivada em unidade prisional é destinada à população de rua

today17 de novembro de 2020
remove_red_eye73

A Penitenciária de Segurança Média 1 (PSME1), no Complexo de Viana, tem investido no plantio de diversas hortaliças, frutas e vegetais como alternativa de trabalho aos internos e ações de solidariedade. A horta, que tem dez mil metros quadrados, foi iniciada no mês de março deste ano e, desde então, mais de 60 quilos de abóboras, além de produtos como mandioca, banana, melancia, alface e rúcula, foram cultivados e doados a uma instituição religiosa para preparo de refeições oferecidas à população de rua.

A próxima colheita, prevista para este mês, é a do feijão dos tipos carioquinha, preto e vermelho. A estimativa é que cerca de 1.200 quilos do produto sejam doados. De acordo com o diretor da unidade prisional, Roger Firme, apesar de recente, a horta tem dado bons resultados. “Parte da produção tem sido destinada ao Grupo Vila Velha Solidária que atua com a distribuição de refeições para a população de rua do município. É uma maneira de trabalhar a ressocialização dos internos e ter como troca o bem ao próximo”, disse Roger Firme.

As abóboras doadas ao grupo foram transformadas em caldos nutritivos que alimentam cerca de 600 pessoas por mês. Um dos representantes da entidade religiosa, Célio Antônio Toniato, afirmou que as doações têm ajudado muitas pessoas a terem dias melhores.

“Recebemos da unidade prisional a doação de verduras e legumes para nossa ação semanal de distribuição de 150 marmitas, por dia, às pessoas e famílias que passam por dificuldades. Parte das refeições vão para asilos e orfanatos próximos”, destacou Toniato.

As sementes que deram vida a horta da unidade foram adquiridas por meio de doações dos próprios servidores. O local conta com o plantio de demais produtos, tais como milho, tomate, couve, cana-de-açúcar, amendoim, batata doce, quiabo, jiló, pimenta, pimentão, rabanete, pepino e taioba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*