Período de funcionamento de bares e similares contribui com queda da violência em Guaçuí

today27 de agosto de 2014
remove_red_eye198

Dados animadores foram apresentados pela Polícia Militar durante a reunião mensal do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), realizada nesta quarta-feira (20), na sede da prefeitura de Guaçuí. As estatísticas da PM revelam queda significativa no número de ocorrências no município após entrar em vigor a lei que normatiza o horário de funcionamento de bares, restaurantes e similares por iniciativa do Gabinete de Gestão Integrada.

De acordo com o levantamento da Polícia Militar, depois do dia 21 de julho, quando teve início a fiscalização do cumprimento à lei, a redução no número de ocorrências foi de 62% entre 2h da madrugada e 6h da manhã às sextas, sábados e feriados, quando os estabelecimentos estão fechados. A redução no número de ocorrências também foi significativa – queda de 44% – entre meia-noite e 6h da manhã de quinta-feira a domingo, quando os estabelecimentos estão fechados.

Para o comandante da 2ª Companhia do 3º Batalhão da Polícia Militar em Guaçuí, o capitão Dikson Delgado, com experiência de 18 anos na PM, há ligação direta entre a diminuição nos índices de violência e criminalidade e a lei que restringe o funcionamento de bares, restaurantes e similares.

“Certamente a lei que está em vigor teve importante influência na redução das ocorrências policiais, e sem dúvida alguma resultou em queda bastante relevante. Isso porque já foi constatado, com base no atendimento da PM às ocorrências, que o consumo de bebida alcoólica em quantidades maiores acaba por ser ponto de partida para o uso de outras drogas, para a violência – principalmente contra as mulheres – e para a prostituição infantil”, ressalta o comandante Dickson Delgado.

Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM)
O GGIM trata de questões relacionadas à segurança pública em Guaçuí e é composto por representantes da Prefeitura, Câmara Municipal, polícias Civil e Militar, Poder Judiciário, Associação Comercial, Industrial e de Serviços (Acisg), Conselho Tutelar, Igreja Católica e Comissão de Segurança formada por Rotary, Lions Clube, Lojas Maçônicas, Conselho dos Pastores Evangélicos (Conpeg), Alcoólicos Anônimos e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Fonte Superintendência de Imprensa Oficial/ Ana Paula Fassarella
Foto Prefeitura de Guaçuí/ Luiz Ferreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*