TRAILER | “A Espera de Liz” estreia hoje, dia 17, nos cinemas do Brasil

today17 de março de 2022
remove_red_eye192

Primeiro longa metragem de Bruno Torres aborda a opressão do masculino sobre o feminino e a individualização da protagonista que dá título ao filme.

Estreia hoje, dia 17 de março, nos cinemas do Brasil, o filme “A Espera de Liz”, dirigido por Bruno Torres.  Produzido pela  Aquarela Midwest, com distribuição da Pandora Filmes. O filme convida o público a refletir acerca das relações humanas. Com roteiro dos também protagonistas Bruno Torres e Simone Iliescu, o filme ainda é estrelado por Rosanne Mulholland e Zé Carlos Machado.

Na trama, Liz, personagem principal interpretada por Simone Iliescu, vive um momento de incertezas. Silenciada, ela procura compreender o motivo do desaparecimento de seu companheiro Miguel (Bruno Torres). Tentando encontrar respostas, Liz sente a necessidade do apoio de Lara (Rosanne Mulholland), sua irmã mais nova. Aos poucos, o resgate da relação das duas se torna mais intenso e ambas revisam seus valores, fortalecendo o amor e a admiração. Mas Lara guarda um segredo que desvenda o desaparecimento de Miguel, enquanto Liz faz brotar de dentro de si o poder de sua individualização.

“A Espera de Liz” traz a opressão do masculino sobre o feminino apresentando na primeira parte do filme e as reações de Liz diante do silenciamento que sofre. Nessa metade, o espectador é conduzido a observar a devastação emocional que uma relação de abuso psicológico pode gerar, confrontada com sua solidão. Na sequência o filme mostra Miguel, o protagonista masculino, que traz em seu arquétipo o protótipo padrão do homem privilegiado na sociedade. Com uma ruptura intencional de linguagem e cenas gravadas no calor da Venezuela, Miguel representa uma energia solar e yang, imerso em um ambiente conturbado. 

Compromisso social e ambiental
A obra conta com uma completa igualdade de gênero desde a sua concepção. Ao todo, a equipe principal é composta por 59% de mulheres e 41% de homens, sendo a maior parte dos cargos de chefia ocupados por figuras femininas. O próprio desenvolvimento do roteiro reflete essa preocupação na igualdade de gênero: Bruno Torres e Simone Iliescu dividem a criação.

Além de seu compromisso com a igualdade de gênero, “A Espera de Liz” também inaugura uma nova fase de preocupação ambiental no cinema nacional: o filme é o primeiro da história do cinema brasileiro a compensar todas as emissões de carbono da sua produção. A ação foi realizada pela produtora Aquarela Midwest em parceria com as empresas Ecooar e Emplac. Por meio de uma tecnologia de algoritmos, foram mapeadas e contabilizadas todas as emissões de gases de efeito estufa gerados nos 124 dias de produção da obra. Foram plantadas então 130 árvores, em áreas de preservação permanente e previamente mapeadas via satélite. Por essa ação, foi concedido o “Selo Verde Ecooar” que atesta a compensação de 16,9 toneladas de gases poluentes, correspondendo a 100% do impacto gerado. A plataforma conta com um  QRCode exclusivo que permite acompanhar a ação de reflorestamento com total transparência, visualizando as espécies e demais informações das árvores.

Ficha Técnica
Diretor: Bruno Torres
Roteiro: Bruno Torres, Simone Iliescu
Montagem: Gustavo Giani
Direção de arte: Maíra Carvalho
Figurino: Carol Scortegagna
Maquiagem: Gabi Britzki
Diretor de fotografia: André Lavenére
Trilha sonora: Sascha Kratzer
Edição de som: Bruno Armelin
Supervisor de efeitos visuais: Marcelo Siqueira, ABC
Produtor: Bruno Torres
Produtora executiva: Camila Ciolin
Diretoras de Produção: Larissa Rolim e Ligia Walper
Coprodutores: Ariadne Mazzetti, Marcelo Siqueira, Sascha Kratzer 
Empresa produtora: Aquarela Midwest
Empresas coprodutoras: Astrals Music Production, Mistika Post
Produtores associados: Bruno Armelin, Maíra Carvalho, Roberto Burd, Simone Iliescu
Distribuidor brasileiro: Pandora Filmes
Agente de vendas: The Open Reel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*