Vila Velha realiza 1ª Conferência Municipal de Economia Popular e Solidária, inscrições AQUI

today7 de junho de 2024
remove_red_eye180

“Realidade socioambiental, cultural, política e econômica; produção, comercialização e consumo; crédito e finanças solidárias; educação, formação e assessoramento técnico; ambiente institucional, legislação, gestão e integração de políticas públicas”: esses serão os principais eixos temáticos em debate na 1ª Conferência Municipal de Economia Popular e Solidária, que acontece no dia 28 de junho, das 8h às 17h, no espaço da Fundação Carmem Lúcia, na Barra do Jucu.

As inscrições são gratuitas e já estão abertas. Para se inscrever, basta clicar Aqui. Ao final do encontro será realizada a eleição para a escolha de delegados que irão representar o município de Vila Velha na Conferência Estadual de Economia Popular e Solidária, que será realizada entre os próximos meses de novembro e dezembro.

Promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Vila Velha, o evento – o primeiro do segmento a ser realizado pelo município, em toda a sua história – conta com o trabalho dedicado de uma comissão especialmente formada por representantes do poder público e da sociedade civil, que atua na organização e coordenação da conferência.

“Nosso foco, durante este evento, é fazer com que a economia popular e solidária seja vista e tratada como política pública. Nosso objetivo principal é a construção de territórios livres e democráticos, por meio de mútua cooperação e de ações associativas. Durante as atividades previstas na programação da conferência, os participantes discutirão vários eixos temáticos essenciais para o fortalecimento de políticas públicas voltadas paro o setor, em todos os níveis de governo”, explica Sílvia Rodrigues, coordenadora Municipal de Economia Popular e Solidária de Vila Velha.

Segundo Sílvia, a conferência será aberta e todos os empreendimentos econômicos solidários, movimentos sociais e populares, entidades e instituições da sociedade civil e representantes do poder público.

“Este acontecimento será de extrema relevância social, pois sua finalidade é a elaboração de propostas de políticas públicas factíveis, que realmente possam ser implementadas, para estimular e apoiar o crescimento dos empreendimentos da Economia Popular e Solidária”, destacou.

Instrumento democrático
Para o secretário de Desenvolvimento Econômico de Vila Velha, Everaldo Colodetti, as conferências públicas são instrumentos democráticos da maior importância, pois reúnem governantes e representantes da sociedade civil para o debate de temas de elevado interesse social e para orientar a construção das políticas públicas necessários ao desenvolvimento do setor.

“A 1ª Conferência Municipal de Economia Popular e Solidária é importante, em Vila Velha, por diversas razões que abrangem tanto aspectos sociais, quanto econômicos e políticos. Os pontos-chave que destacam essa importância são: o fortalecimento da economia popular (para gerar mais renda e empregos nas comunidades locais); inclusão social produtiva (para garantir mais oportunidades para grupos de mulheres, jovens, pessoas com deficiência e desempregados, que atuam no setor);  e sustentabilidade social, econômica e ambiental (para o compartilhamento de práticas e tecnologias sustentáveis, bem como para o debate de políticas públicas que incentivem o desenvolvimento sustentável)”, elencou Colodetti.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*