Volta às aulas: escolas estaduais terão ações para o uso consciente da água

today2 de fevereiro de 2015
remove_red_eye191

As escolas da rede pública estadual terão ações focadas no consumo consciente da água. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha, na tarde desta segunda-feira (02), durante uma coletiva de imprensa sobre a volta às aulas.

Para o início do ano letivo, foram escolhidas 50 escolas na região metropolitana, para começarem os trabalhos do Programa de Uso Racional da Água. O programa será implantado pela Secretaria de Estado da Educação (Sedu), em parceria com a Cesan, e estão previstas ações como: a adequação da infraestrutura, novos procedimentos na limpeza e alimentação, monitoramento do consumo de água por escola, além de incentivar as boas práticas sensibilizando alunos, professores, pais e a comunidade para o consumo consciente da água.

“O programa tem como objetivo conscientizar e formar cidadãos, a partir da escola, para o uso e a conservação dos recursos hídricos. Vamos trabalhar os conteúdos também nas disciplinas de forma a introduzir conceitos, mudar procedimentos e comportamentos dentro e fora das salas de aulas, abordando o tema água no currículo escolar”, destacou o secretário.

O secretário de Educação, Haroldo Rocha, também ressaltou que “é importante despertar a atenção dos servidores para os benefícios da melhoria da gestão da água, com ações educacionais e ações tecnológicas planejadas, nas escolas e outros espaços de uso comunitário, como pátios, cozinhas, refeitórios, corredores dos edifícios, quadras de esportes. Precisamos, ainda, fazer uso de equipamentos poupadores de água, reutilizar a água das chuvas, dentre outras ações”.

“Estamos construindo um programa para que seja criada a cultura do uso consciente da água. Vamos incentivar as boas práticas e ao mesmo tempo monitorar as ações que as escolas aderirem para economizar água, bem como premiar as boas práticas. Nossa meta é envolver toda a rede estadual até 2017”, ressaltou o secretário.

Outros projetos e ações para a melhoria na qualidade da educação na rede pública estadual também foram apresentados durante a coletiva de imprensa. Uma delas é a Avaliação Diagnóstica Trimestral do Ensino Médio, que será implantada nas três séries do Ensino Médio e adotará ações de qualificação de professores e reforço escolar para os alunos.

Haroldo Rocha também frisou que alguns projetos serão ampliados, como o “Coordenadores de Pais”, realizado em parceria com a Fundação Itaú Social e ES em Ação.

O projeto, que atualmente atende 35 escolas, será ampliado para 84 instituições localizadas em áreas de grande vulnerabilidade social, onde são desenvolvidas ações de aproximação da escola com as famílias para assegurar o envolvimento e o compromisso destas com o processo de educação formal, visando ao sucesso do aluno. O principal objetivo do “Coordenadores de Pais” é reduzir a evasão, a indisciplina e a reprovação escolar.

O Bolsa Sedu também será ampliado. Com o objetivo de proporcionar o ingresso de alunos da escola pública em cursos de educação técnica profissional de nível médio em instituições privadas, o secretário anunciou mil novas vagas para os estudantes de todo o Estado que tenham concluído Ensino Médio regular ou Educação de Jovens e Adultos.

Para 2015, o Ensino Médio Integrado também ofertará 1.012 novas vagas para estudantes de todo o Estado. Nesse programa, o aluno tem a oportunidade de fazer o Ensino Médio e ao mesmo tempo adquirir a formação técnica necessária para a inserção no mundo de trabalho. Neste ano, os municípios de Marechal Floriano e Águia Branca foram contemplados com o programa.

Vale lembrar que as aulas, nas 506 escolas da rede estadual, terão início nesta terça-feira (03), para aproximadamente 300 mil alunos. Serão 202 dias letivos em 2015, com término no dia 22 de dezembro.

Jovens capixabas vão construir projeto de vida
Escola Viva

Um novo modelo de escola também será implantado ainda este ano, a Escola Viva. Com turno único para alunos e professores, a Escola Viva contará com salas temáticas, muita tecnologia, refeições adequadas, projeto pedagógico consistente (jovens protagonistas), esporte, cultura e lazer, além de conhecimento e bom convívio.

Os jovens serão estimulados a construírem o seu projeto de vida. A partir do segundo semestre, três escolas serão contempladas e a previsão é de que a cada ano mais escolas tenham adesão do modelo.

As bases da Escola Viva serão: gestão, pedagogia e monitoramento de resultados. Além de professores valorizados, bem treinados, seguros e apoiados por um bom patamar pedagógico. Para os jovens, será uma escola alto-astral, atrativa, que os ajude a construir um projeto de futuro e na qual as famílias possam acreditar e se orgulhar.

O projeto será realizado pela Sedu, com apoio do Instituto de Co-Responsabilidade pela Educação (ICE), uma entidade privada, sem fins lucrativos, que trabalha com o desenvolvimento de ações que promovam a qualidade do ensino e da aprendizagem na escola pública, e também do ES em Ação.

Jovens de Futuro
Outro projeto inovador que terá início neste ano será o “Jovens de Futuro”, realizado em parceria com o Instituto Unibanco. O projeto visa uma gestão eficiente, participativa e com foco nos resultados positivos de aprendizagem dos alunos e como esses resultados podem influenciar de maneira decisiva na qualidade da educação oferecida pelas escolas da rede pública estadual.

O Jovens de Futuro é uma ação que também tende a reduzir as reprovações e as faltas dos alunos, além de contar com capacitação de gestores e professores para melhorar o aprendizado e evitar a evasão escolar. Seus princípios orientam para um trabalho com foco nos resultados positivos de ensino e de aprendizagem.

A principal maneira que o Jovem de Futuro propõe para efetivar a gestão focada em resultados na escola é a construção de um Plano de Ação, que é um importante instrumento para a materialização do planejamento participativo na escola. É por meio dele que a comunidade escolar traça o que é preciso fazer, de acordo com o seu diagnóstico, para alcançar os resultados esperados.

Fonte Governo do ES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*