Dezoito municípios do ES receberão câmaras refrigeradoras de vacinas

today10 de maio de 2019
remove_red_eye34

A Secretaria Estado da Saúde (Sesa) vai entregar câmaras refrigeradoras para o acondicionamento de vacinas para 18 municípios do Estado. A entrega será realizada na próxima segunda-feira (13), às 14 horas, na Sesa, na Enseada do Suá, em Vitória.

Os equipamentos foram adquiridos com recurso federal da ordem de R$ 349.200,00 para dar maior qualidade na conservação das vacinas e aperfeiçoar o trabalho de imunização nos municípios.

As vacinas demandam cuidados especiais, uma vez que são produtos que possuem alta sensibilidade às alterações de temperatura e à luz. Assim, devem ser armazenadas e monitoradas adequadamente para manter a eficácia e potência, ou seja, sua capacidade de resposta imunológica.

De acordo com a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Danielle Grillo, as câmaras são específicas para armazenamento de vacinas e mantém a temperatura estável na faixa mínima de +2ºC a máxima de +8ºC.

“São câmaras modernas que possuem bateria para o caso de queda de energia e também contam com discadora na memória para, no caso do fim da bateria, acionar por celular o responsável pelo monitoramento da câmara. Com isso, evita-se perdas de vacinas”, explicou Danielle Grillo.

Os municípios contemplados são Alto Rio Novo, Baixo Guandu, Ibiraçu, Conceição do Castelo, Itarana, Laranja da Terra, Pedro Canário, Ponto Belo, Vila Pavão, Apiacá, Bom Jesus do Norte, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibitirama, Iconha, Jerônimo Monteiro, Muniz Freire, Vargem Alta. 

Especificação da Câmara refrigeradora para armazenamento e conservação de vacinas tipo vertical:

– Capacidade de armazenamento 504 litros úteis;

– Possui temperatura regulável na faixa mínima de +2ºC a máxima de +8ºC;

– Câmara interna construída em aço inoxidável;

– Possuir no mínimo seis prateleiras deslizantes em aço inox;

– 1 porta de vidro triplo com isolamento e metalizado, com sistema antiembaçante, permitindo visualização da câmara interna;

– Isolamento térmico em poliuretano em todas as paredes (mínimo de 70mm), sistema de refrigeração livre de CFC;

– Possuir circulação de ar forçado, proporcionando perfeita homogeneidade de temperatura dentro da câmara, sem provocar vibrações;

– Sistema que evita acúmulo de gelo sem a necessidade de desligamento para limpeza (degelo automático seco);

– Possuir rodízios com freios;

– Painel de comandos e controles frontal superior, com sistema microprocessado pelo display em LCD com fundo iluminado para visualização dos parâmetros, programável de +2°C a +8°C com temperatura controlada automaticamente a 4ºC, a leitura das temperaturas máxima e mínima devem ser diretamente e simultaneamente no mesmo display;

– Iluminação interna em LED com acionamento na abertura da porta ou externamente no painel frontal;

– Sistema de alarme audiovisual de máxima e mínima temperatura, falta de energia ou porta aberta, dotado de bateria recarregável e silenciador do alarme sonoro, reativando-se automaticamente após alguns minutos;

– Sistema de redundância elétrico/eletrônico;

– Sistema de bateria de emergência para acionamento dos alarmes na falta de energia mantendo todas as funções eletrônicas, inclusive o compressor de frio, com autonomia de no mínimo 24 horas;

– Chave geral de energia – liga/desliga;

– Equipamento disponível em 110 ou 220 volts, 50/60 Hz (de acordo com a necessidade do solicitante);

– Registro na ANVISA;

– Manual do proprietário em Português;

– Sistema de monitoramento autônomo por pen drive, para registro de temperaturas, alarmes e eventos sem utilização de software ou computador;

– Discadora de telefone para no mínimo 3 números pré-programados em caso de variação da temperatura ou falta de energia elétrica;

– Estabilizador de voltagem;

– Certificado de calibração padrão RBC;

– Assistência técnica autorizada no estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*