SERRA | Das ruas para a sala de aula e o mercado de trabalho

today1 de agosto de 2022
remove_red_eye82

“Cheguei a trabalhar em duas empresas, mas fiquei sem emprego e hoje vivo nas ruas. Há um mês recebo apoio da Prefeitura, no Centro Pop, e agora vou começar um curso profissionalizante. Vou me dedicar e mudar de vida com essa oportunidade”.

A declaração é de Alecir Monte de Oliveira, 35 anos, uma das pessoas em situação de rua atendidas pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) da Serra.

Ele é um dos 200 alunos que começam nesta segunda-feira (1) um dos cursos do Qualis Serra, programa da Prefeitura da Serra, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). 

São cinco cursos oferecidos: Assistente de Planejamento, Programação e Controle da Produção; Caldeireiro; Soldador no Processo TIG; Mecânico de Máquinas Industriais; e Soldador de Estruturas no Processo MAG.

“Estamos gerando oportunidades e dando condições para inserção no mercado de trabalho, promovendo a autoestima e autonomia das pessoas”, afirmou a secretária municipal de Trabalho, Emprego e Renda (Seter), Cláudia Silva.

Alecir vai fazer o curso de Soldador TIG e já tem planos para o futuro: “Tenho uma filha e esse curso vai me ajudar muito com a minha família. Eu também já estou fazendo EJA e quero, após a formatura do Qualis Serra, fazer um curso de computação. Vou mudar de vida”. 

Quem também está vivendo em situação de rua, mas agarrou a oportunidade dos cursos profissionalizantes do Qualis Serra é Plínio Marcos de Castro, 45 anos. Ele conta que já trabalhou como vigilante, vendedor, porteiro, tem curso de direção de carro-forte, mas, por conta do vínculo familiar interrompido, acabou nas ruas.

“Eu era de São Paulo e fiquei muito mal com minha separação conjugal. Acabei vindo para o Espírito Santo, não consegui emprego e fui viver na rua. Me disseram que no Centro Pop eu teria ajuda e realmente achei. Quando soube do curso, me inscrevi e agora estou confiante de que vou conseguir sair dessa situação”, disse Plínio, que optou pelo curso de Soldador.

Aos 27 anos, Rafael do Nascimento tem família residente na Serra, mas há dois meses está em situação de rua e tem recebido apoio da equipe da Semas no Centro Pop.

Ele está matriculado no curso de Mecânico no Qualis Serra e, na aula inaugural, no dia 25 de julho, recebeu apoio da família. Mãe, avó, irmã e cunhado estavam presentes, no auditório do Cras de Laranjeiras, para incentivá-lo aos estudos e a retomar a vida.

“Eu já trabalhei como pedreiro, mas informalmente. Estou tendo essa oportunidade agora e o curso de Mecânico me chama a atenção. É a chance de eu ter uma profissão. Minha família está me incentivando muito. Vou me dedicar”, declarou Rafael.

As aulas do Qualis Serra serão ministradas no Senai Serra, em Civit I, nos turnos matutino e noturno, com turmas formadas por cerca de 24 alunos cada e terão duração entre dois a cinco meses. A formatura está prevista para dezembro.

São cinco pessoas em situação de rua matriculadas, sendo duas no curso de Caldeireiro, duas nos cursos de Soldador e uma no de Mecânico de Máquinas Industriais.

Mulheres vítimas de violência
Há também 10 mulheres vítimas de violência entre os matriculados do Qualis Serra, assim como egressos do sistema penitenciário e munícipes assistidos pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

Uma das mulheres vítimas de violência é uma auxiliar de cozinha de 37 anos, que optou pelo curso de Soldador MAG. Com determinação, ela diz que já deixou para trás as agressões físicas e verbais que viveu e agora está em busca da independência financeira.

“Eu passei mais de 10 anos sofrendo violência doméstica e perdi muitas oportunidades, mas estou agora retomando a minha vida. O Qualis Serra é a oportunidade de eu mudar de vida. A maior parte das mulheres vítimas de violência volta para o convívio com o agressor porque não tem como sobreviver financeiramente. Mas eu quero e vou em busca da minha independência financeira”, afirmou.

OBJETIVO
O objetivo do programa Qualis Serra é propiciar o acesso a oportunidades no mundo do trabalho através da qualificação profissional. O investimento da prefeitura foi de R$ 377.962,99.

O programa tem como público-alvo moradores do município que estejam desempregados; em vulnerabilidade social; inscritos no Cadastro Único; inscritos no Sine Serra; Pessoas com Deficiência (PCD), beneficiários do aluguel social, egressos do sistema penal, mulheres em situação de violência doméstica, população em situação de rua, adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, alunos de Educação de Jovens e Adultos (EJA) assistidos pelo Cras, encaminhados pelas Casas de Acolhimento, dentre outros.

Foram ao todo 1.766 inscritos, sendo 1.163 homens e 603 mulheres. Dentre esse público, se inscreveram 35 pessoas em situação de rua, 57 pessoas com deficiência (PCD), sendo 14 aptas a participar das aulas, 10 mulheres vítimas de violência e 225 munícipes assistidos pelo Cras e Creas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*