VÍDEO OFICIAL | Raça Negra e Dilsinho se unem em “Mão Só de Ida”

today17 de junho de 2022
remove_red_eye131

A faixa faz parte do Vol. 02 do audiovisual ‘O Mundo Canta Raça Negra’

Dando continuidade aos lançamentos do novo trabalho, o Raça Negra disponibilizou, nesta sexta-feira, 17 de junho, as faixas do Vol. 02 do audiovisual ‘O Mundo Canta Raça Negra’ (Som Livre). A segunda parte do projeto segue deliciando os fãs com os grandes hits da banda e apresenta duas faixas inéditas, entre elas “Mão Só de Ida”, que conta com a participação de Dilsinho.

“O Dilsinho é muito talentoso, um cara que eu adoro e um dos grandes nomes dessa nova geração do pagode romântico. Não poderia ter escolhido melhor parceiro para estar ao meu lado nessa canção que compus junto com Allan Caramaschi e Éder Brandão”. 

“O Raça Negra faz parte da história do samba romântico e contribuiu muito para a minha formação profissional. É um prazer enorme fazer parte desse projeto e cantar “Mão Só de Ida” com eles. Espero que o público goste muito dessa nossa parceria!”, fala Dilsinho.

Gravado no mês de março na Arena Petry, em Florianópolis, “O Mundo Canta Raça Negra” será lançado em três etapas.

Para o Vol.02, além de “Mão Só de Ida”, o destaque fica para a participação de Anselmo Ralph, cantor angolano ícone da música africana, na música “Maravilha” e para a regravação de “Transplante”, sucesso na voz de Marília Mendonça. Completam o álbum a outra faixa inédita, “Como Não Olhar”, e os hits “Me Leva Junto Com Você”, “Cigana”, “Quando Te Encontrei” e “Perdi Você”. Os áudios já estão disponíveis em todas as plataformas de streaming e o restante dos vídeos serão disponibilizados nos dias 23 e 30 de junho no canal oficial da banda no YouTube. 

O repertório do novo audivisual viajou pelos 39 anos do Raça Negra. Ao todo foram captadas 25 faixas, entre elas seis canções inéditas. No palco, Luiz Carlos, 24 músicos e bailarinas que desfilavam lindas coreografias, acentuavam ainda mais a beleza da cenografia e iluminação do espetáculo. Além de Tierry, Joey Montana, Dilsinho e Alselmo Ralph, participaram da gravação a atriz Juliana Paes e a dupla Jorge e Mateus. As parcerias serão divulgadas em breve no último volume do projeto. 

O MUNDO CANTA RAÇA NEGRA
Direção geral e artística: Luiz Carlos e Allan Caramaschi
Direção de vídeo: Anselmo Troncoso
Cenografia: Vegas Design e AT+G Produções
Projeto de luz: Douglas Caetano
Coreógrafa: Andréa Santos
Produção e direção musical: Vinícius Leão

RAÇA NEGRA
Desafiar o tempo com suas canções é uma das principais característica do Raça Negra e só um projeto grandioso como esse poderá ser capaz de celebrar o sucesso de uma das bandas mais queridas do Brasil.

Há 39 anos o Raça Negra segue sendo um fenômeno. Suas músicas tornaram-se atemporais e transitam por todos os públicos e gerações. Formado em São Paulo, em 1983, o grupo foi pioneiro no segmento do samba romântico, sendo o primeiro a tocar em uma rádio FM. Responsável pela popularização do gênero nos meios de comunicação, o Raça Negra emplacou um hit atrás do outro e até hoje segue atraindo público e mídia.

Em 1990 a banda emplacou inúmeros sucessos como “Cigana”, “Doce Paixão”, “Cheia de Manias”, entre outros, e deu início a era do samba paulista, que invadiu as rádios populares. O sucesso se manteve por boa parte da década e, na ocasião, a banda chegou a ter o maior cachê cobrado por um show nacional.

A canção “É Tarde Demais” está no Guinness (livro dos recordes) como a música mais tocada em um único dia no mundo: 600 vezes em 20 de julho de 1995. O Raça Negra abriu as portas para o sucesso de muitos grupos que vieram depois deles, beneficiando não só eles, mas todo o segmento, inclusive carreiras já existentes.

Hoje, com a era da tecnologia, redes sociais e streamings, o Raça Negra alcançou números ainda mais expressivos. São 23 milhões de ouvintes e 580 milhões de plays no Spotify, mais de 100 milhões de plays na canção “Cheia de Manias”, 12 milhões de seguidores nas redes sociais, 1.1 bilhão de visualizações no YouTube e 120 milhões de views com a hashtag #RacaNegranoTiktok.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*